Global Editora lança “Um hino de natal”

Reconhecido como um dos textos mais divulgados da literatura universal, a Global Editora lança Um hino de natal, de Charles Dickens. Publicado em 1843, o livro foi traduzido para diversas línguas e adaptado para cinema, teatro e quadrinhos. Esse trabalho, que traz a assinatura da grande poetisa Cecília Meireles, foi impresso pela primeira vez em 1947 e distribuído como separata na Seleções Reader´s Digest.

Escrito para ser divulgado em capítulos, na forma do que chamávamos folhetim, a obra conta a história de Ebenezer Scrooge, um ancião solitário, mesquinho e rabugento, insensível com o próximo, preocupado apenas com seus lucros e que detesta o natal e a felicidade estampada no rosto das pessoas que festejam essa data com alegria . Scrooge trabalha com Bob Cratchit, um homem pobre, pai de quatro filhos, sendo o caçula um deficiente físico.  Apesar de todos os reveses da vida, Cratchit é feliz e gosta do Natal.

Na véspera do Natal, voltando para casa, Scrooge se depara com o fantasma de Jacob Marley, um homem igualmente mal, que fora seu sócio. Marley diz a Scrooge que está penando por ter sido ruim em vida e o mesmo poderá acontecer com ele. Diz, ainda, que seu destino pode mudar ao receber a visita dos três espíritos natalinos.

A narrativa de Dickens torna-se ainda mais brilhante com a tradução e adaptação de Cecília Meireles, que vem para aquecer o coração de todos com uma das histórias que melhor simboliza o significado do Natal: amor, amizade e solidariedade.

Para Lélis, ilustrador, a oportunidade de ter feito a interpretação visual desta obra de Dickens traduzida por Cecília foi encarada como uma grande novidade. “Foi uma experiência ótima. A grande novidade foi ambientar as ilustrações em clima ártico, quando vivemos em um país de clima tropical. Sem contar que a obra não é contemporânea, então, para fazer as ilustrações realizei algumas pesquisas sobre a arquitetura e, como resultado, tive um trabalho que me deixou bastante satisfeito”, relata.

De acordo o ilustrador, um dos aspectos que mais chamou atenção nesta obra, especificamente, foi a abordagem de Dickens às questões sociais.  “Era uma época marcada pela alta industrialização e desigualdade social e, apesar de ser uma ficção, o tom realístico dele retrata uma época”, salienta.

Para quem ainda não conhece as obras de Dickens, ou da própria Cecília Meireles, Lélis conta que quem se aventurar pelas páginas de Um hino de natal não vai se arrepender.  “Nesta obra, pude contribuir com as minhas ilustrações com o objetivo de fazer com que o leitor visualizasse o que estes dois mestres quiseram colocar no livro, as fisionomias, o retrato de uma época e, principalmente, as questões sociais que permeiam a obra”, finaliza.