Global Editora e Fundação Gilberto Freyre promovem 5º Concurso Nacional

Criado para estimular a pesquisa e a discussão sobre a obra do grande autor Gilberto Freyre, a Fundação Gilberto Freyre e a Global Editora o “Concurso Nacional de Ensaios”. Em sua quinta edição, o concurso premiará o melhor trabalho inédito que abordará a temática “Família, mulher e criança” na obra freyriana.

fundacao gilberto freyre
Fundação Gilberto Freyre, em Recife, PE, reúne patrimônio cultural do escritor e estimula a continuidade dos seus estudos e de suas idéias, voltados para a compreensão e interpretação da realidade social brasileira. (Foto: acervo Global Editora)

Caesar Sobreira, vencedor da 3º edição do Concurso Nacional, conta que foi um prazer ter vencido o concurso, pois, além do prêmio, pôde associar suas próprias pesquisas aos trabalhos de Gilberto Freyre. “Por se tratar de um dos mais importantes intérpretes do Brasil e ter criado uma Weltanschauung luso-tropical, reveste-se de inegável importância o Prêmio Nacional que leva o nome do pensador de Apipucos, pelo fato de a premiação incluir publicação da obra vencedora”, conta.

Caesar relata que foi de extrema importância a publicação de Nordeste semita em sua trajetória. “O prêmio e a subsequente publicação da obra vencedora por uma editora do porte da Global representam conquista das mais importantes na minha trajetória intelectual”.

Na edição em que foi vencedor do prêmio, Sobreira tomou como base para seu trabalho a obra Nordeste, de Freyre. Este ano, os candidatos apresentarão seus trabalhos em cima da temática “família, mulher e criança” presente na obra do consagrado autor.

Sobreira conta que por se tratar de um tema transversal, que aborda a quase totalidade da obra de Freyre, ele acredita que a comissão julgadora vai analisar o domínio de conhecimento dos autores com relação à imensa biografia de Gilberto Freyre.

Segundo Sobreira, ao abordar referida temática, os organizadores tornaram possíveis dois modos de abordagem: uma sobre a presença desses três elementos na criação científica e literária de Gilberto, e, outra, de natureza comparada, procurando analisar tais perspectivas a partir de uma leitura contemporânea. “Um estudo sobre a família, mulher e a criança, investigará a antropologia sexual luso tropical, inaugurada por Casa-Grande & Senzala e que perpassa toda a obra do mestre de Apipucos”, conta.

Nordeste_semita
Vencedor da terceira edição do concurso, Caesar Sobreira publicou Nordeste semita

Gilberto Freyre – nosso herói civilizador

Tendo Gilberto Freyre como o mais importante intérprete do Brasil, superando os pensadores nacionais e estrangeiros na decifração da cultura brasileira e da civilização luso tropical, Sobreira explica que assim como raros escritores científicos Gilberto Freyre foi exímio na arte de conjugar sabor e saber na tessitura dos seus escritos. “Seus textos são densos do ponto de vista acadêmico e agradabilíssimos do ponto de vista da perspectiva literária”, enfatiza.

Ele lembra também que sua contribuição para a reflexão sobre o homem luso e ibérico nos Trópicos é reconhecida em todo o mundo. “Em vida, recebeu grandes homenagens. Agora, sua obra tem ressurgido com força inaudita. Embora as novas gerações não estejam familiarizadas com esse gigante da antropologia brasileira e luso tropical, a reedição da obra Gilbertiana, levada a cabo pela Global, oferece a oportunidade de ampliar a influência de Gilberto Freyre na formação dos intelectuais do futuro”, observa.

Sobreira enfatiza que como escritor científico e literário Freyre é o mais original, crítico e criativo dentre todos que se expressaram no idioma camoniano. “Sua prosa é agradável, iconoclástica, irreverente, graciosa, erudita, popular e muito fácil de ser lida e entendida.”

E finaliza: “Gilberto Freyre traduz o melhor espírito de um povo e de uma cultura, realizando uma síntese genial entre o regional e o universal. Por sua perícia na escrita, sua profundidade nas reflexões, seu à vontade no uso idiomático, sua liberdade no uso de expressões “não acadêmicas”, seu absoluto domínio da arte coloquial, tudo isso coloca Gilberto Freyre no panteão dos melhores escritores em língua portuguesa de todos os tempos.