Cecília Meireles encanta na Universidade de Sorbonne

Dois homens deram suas mãos a Cecília Meireles e a acompanharam até Paris. Caminharam com a poeta num fim de tarde pela rue de la Sorbonne, entraram no número 17. Encontraram o anfiteatro Descartes. E ali dentro, no dia 6 de outubro de 2016, espalharam o encantamento. Um dos homens é Antonio Carlos Secchin, poeta, professor, ocupante da cadeira 19 da Academia Brasileira de Letras. O outro, o professor Leonardo Tonus, coordenador do Departamento de Estudos Lusófonos da Universidade de Sorbonne, em Paris. Tonus vem promovendo esses encontros há uma década, entre a Literatura do Brasil e estudantes e leitores franceses. Secchin foi mais uma vez convidado e apresentou a conferência Cecília Meireles: as incertezas da liberdade. No vídeo, o professor Leonardo Tonus conta como foi o evento.