Conheça as obras aprovadas no PNLD Literário 2020

Apresentamos aqui as obras do Grupo Editorial Global
aprovadas no PNLD Literário 2020.

Acreditamos que o conhecimento da Literatura é um dos caminhos para a compreensão da identidade brasileira e sua formação sociocultural. Com o objetivo de incentivar a leitura das obras dos nossos mais renomados autores da literatura brasileira, como Cecília Meireles, Bartolomeu Campos de Queirós, Rubem Braga, Marcos Rey, entre outros, disponibilizamos suas obras em diferentes gêneros textuais. Conheça e escolha:

6º e 7º anos – Ensino Fundamental Anos Finais

O garoto verde – Toni Brandão
Pedro é um garoto verde. Ecológico sem ser chato, gosta de jogar bola, de tocar guitarra, é ligado nas garotas… e está preocupado com o aquecimento global, a poluição do ar, o desperdício da água e outros problemas ecológicos que estão colocando a Terra em perigo. Mas Pedro também está em perigo. Ele acaba de se apaixonar pela garota mais encantadora e “antiecológica” que ele nunca pensou que pudesse existir. E agora? Muitos perigos ecológicos, romances e confusão esperam Pedro, seus amigos e o planeta Terra na próxima aventura da série.

Elefante – Bartolomeu Campos de Queirós
Mais um livro profundamente afetivo e lírico do escritor Bartolomeu Campos de Queirós. A narrativa flui em um ritmo leve e poético e aborda a temática do amor. O narrador da história nos conta como um pequeno elefante invade o seu sonho sem pedir licença e, desta relação, no plano onírico, nasce um diálogo entre os dois.

O Mistério do 5 estrelas – Marcos Rey
O que você faria se visse um cadáver embaixo de uma cama? Léo, mensageiro do Emperor Park Hotel, um cinco estrelas que hospeda muita gente poderosa, viu um no quarto 222. Leo desceu para o saguão desejando que ninguém o chamasse. Precisava contar ao Guima o que vira no 222. Ao abrir a boca e ao começar a investigar, passou a viver dias cheios de suspense e surpresas. De tirar o fôlego da primeira à última página.

As palavras voam – Cecília Meireles
Os poemas deste livro foram selecionados e organizados por Bartolomeu Campos de Queirós, escritor, que como Cecília Meireles, também conhecia o encantamento que as palavras produzem. No prefácio, o poeta comenta: Movida, assim, me parece, pelo afeto e respeito que promovem a dignidade do sujeito, ela não se esqueceu do tamanho do tempo. Cecília Meireles se expressou de maneira sofisticadamente simples.

Era uma vez Dom Quixote – Miguel de Cervantes
Há quatrocentos anos, quando Miguel de Cervantes criou Dom Quixote de La Mancha, certamente não poderia imaginar que tanto ele quanto seu personagem atravessariam séculos encantando leitores e mais leitores. A história apresenta-nos um ingênuo senhor rural que adorava ler livros de cavalaria e acreditava, de verdade, nas aventuras escritas – Serei um cavaleiro andante! Me chamarei Dom Quixote e irei pelas estradas em busca de aventuras.

Berimbau e outros poemas – Manuel Bandeira
O livro reúne 29 poemas, dentre eles, “Porquinho-da-índia”, “Andorinha”, “Na rua do Sabão”, “Trem de ferro”, “O anel de vidro”, “A estrela”, “Madrigal tão engraçadinho” e “Os sapos”. Bandeira criou muitos poemas que evocam a infância, as brincadeiras de rua, os acalantos e as situações divertidas do cotidiano, diz Elias José, responsável pela seleção.

Confissões de um vira-lata – Orígenes Lessa
O consagrado escritor Orígenes Lessa, de forma dinâmica e bem-humorada, cria uma história em que o comportamento humano, visto sob a perspectiva de um cachorro, é avaliado. Por isso a narrativa, em primeira pessoa, tem como narrador-personagem um cão inteligente, crítico e perspicaz, de doze a quatorze anos, crescido nas ruas, sem nome e sem dono. Ao contar suas aventuras e desventuras e expor seus sentimentos, desejos e emoções – solidão, amor, solidariedade, afeto, entre outros -, fica constantemente indignado com atitude e ações dos homens em relação ao próprio homem e aos animais.

#Cuidado garoto apaixonado – Toni Brandão
Em #Cuidado garoto apaixonado, o best-seller de Toni Brandão, tudo sai do lugar, sentimentos ficam confusos e o garoto apaixonado vai ter que lidar com a vontade do seu coração. Uma narrativa que agrega sentimentos, dramas, dilemas e emoções conflitantes, próprios do leitor juvenil, com temas pertinentes à qualquer época. Esta nova edição, publicada agora pela Global Editora, foi atualizada pelo próprio autor. As ilustrações são de Orlando Pedroso. Em 2009, a obra foi adaptada para o teatro e Toni Brandão venceu o Prêmio APCA, na categoria de melhor autor infantojuvenil pela adaptação do texto para teatro.

Antes do depois – Bartolomeu Campos de Queirós
Em Antes do depois, a narrativa acompanha o nascimento do narrador-personagem, desde a sua luta para sobreviver ao sair do ventre da mãe, até as lembranças de seu batizado. Bartô conta como se pudesse observar de fora o cenário de sua infância, bem como os sentimentos da mãe, que se recolhia em seu próprio silêncio — “Seu maior descanso era visitar mundos invisíveis”.

Para querer bem – Manuel Bandeira
Em Para querer bem, com bom humor e rigor estético, Bandeira eterniza a felicidade singela e sincera, a alegria dos jogos e brincadeiras, a beleza irretocável de uma estrelinha no céu. Como num passeio à infância, em que tudo ganha mais som e cor, pode-se sentir na boca o sabor das doces lembranças infantis com estes versos que avivam a memória até do leitor mais desatento, e despertam em nós a capacidade de apreciar o que há de simples e bonito na vida.

Coisas simples do cotidiano – Rubem Braga
Nas crônicas deste livro, Rubem Braga, mestre do gênero, pinta cenas e episódios comuns, incorporando neles sua percepção franca e singela do que realmente importa – ou deveria importar – na vida. As crônicas são acompanhadas pelas belas ilustrações de Soud.

Teadorar – Manuel Bandeira
Em Teadorar, o poeta de Pasárgada, o pernambucano Manuel Bandeira, presenteia-nos com 20 poemas sobre o amor, entre eles: Toada, Segunda canção do beco, Chama e fumo, Cantiga, Neologismo, Canção. Acompanhados pelos traços inconfundíveis do artista gráfico e ilustrador Orlando Pedroso, os textos apresentam o sentimento amoroso ora marcado pelos impulsos da paixão, ora permeado de sensualidade, ora o amor simplesmente.


8º e 9º anos – Ensino Fundamental Anos Finais

Clarice – Roger Mello
Clarice, obra inédita de Roger Mello, apresenta por meio da ficção as observações de duas crianças que vivenciaram a ditadura militar. O autor entrega no olhar curioso da menina Clarice os questionamentos de diferentes gerações sobre o exercício de poder do adulto, sobre os medos, as contradições, as fugas e a opressão. Quanto pesa um livro que afunda no lago com a sua história e a história de quem o leu? Quão perigoso é ter um lago de livros emergindo no pensamento?

Crônicas para jovens – Rubem Braga
O livro reúne 30 crônicas agrupadas em cinco subtítulos: Amor… Ou Quase, Parece que foi ontem! Confidências, Quase confissões, De Plantas e Bichos, Em qualquer lugar. O autor, com um olhar atento e sensível, deixa registrado em seus textos, criados com inegável valor estético, os fatos do cotidiano, seu sentimento pela natureza, as inquietantes questões da política, as contradições do amor, o apreço pela amizade, o afeto pelas pessoas, os problemas sociais e o agitado espaço urbano. A leitura das crônicas de Rubem Braga possibilita ao leitor um contato com a existência humana de forma lírica, leve e bem-humorada.

Janela mágica – Cecília Meireles
Janela Mágica é uma delicada coletânea de crônicas que convidam o leitor a perspectiva da dimensão poética do olhar e da alma terna e talentosa de Cecília Meireles sobre a condição humana. Aqui a poeta nos conta sobre a relação do homem com os animais, sobre o desmatamento urbano, o esvaziamento do sentido do Natal.

Crônicas para jovens – Cecília Meireles
O livro reúne 24 crônicas agrupadas em cinco temas: “De aves e flores”, “Ecos do Oriente”, “O passado manda lembranças”, “Impressionista”, “Quase poesia”. A natureza, reflexões sobre a vida, o espaço urbano, reminiscências de lugares, de pessoas, de acontecimentos, pequenos detalhes do dia a dia, entre outros, são observados e tecidos com a sensibilidade poética de Cecília Meireles.

O rapto do garoto de ouro – Marcos Rey
Há um ano, o pessoal do Bexiga tinha pelo menos um bom motivo para comemorar. Tratava-se do sucesso de um de seus “filhos”, o astro de rock Alfredo, conhecido por todos como o Garoto de Ouro. E, naquele dia de seu aniversário, na cantina Il Cacciatore, tudo seria só festa se não houvesse ocorrido o rapto do Garoto de Ouro. A partir daí, Leo, seu primo Gino, fãs e amigos do Garoto de Ouro, Jaime, Ângela e outras pessoas envolvidas com Alfredo ajudarão a polícia a desvendar o caso. Terão como cenário o Bexiga e outros locais da cidade de São Paulo e encontrarão figuras inusitadas até a solução do sequestro que, com certeza, surpreenderá o leitor.

Contos tradicionais do Brasil para jovens – Luís da Câmara Cascudo
A leitura de Contos tradicionais do Brasil para jovens possibilita ao aluno-leitor conhecer um pouco do vasto trabalho de Luís da Câmara Cascudo, um dos mais importantes pesquisadores e estudiosos das raízes étnicas do Brasil. As histórias, anônimas em sua autoria, recolhidas da voz do povo, na sua maioria do sertão da Paraíba e do Rio Grande do Norte, revelam informações históricas e sociais e evidenciam crenças, costumes e valores.

Lendas brasileiras para jovens – Luís da Câmara Cascudo
Dezesseis lendas compõem esta antologia. Agrupadas por regiões, do norte ao sul do país, essas narrativas resgatam nossa herança cultural, construída pelos índios, negros e europeus. Conhecer a história do Cobra Norato, do Barba Ruiva, do Romãozinho, da cidade encantada de Jericoacoara, do Chico Rei, da gralha azul e do Negrinho do Pastoreio, entre outros, dá uma dimensão de nossa diversidade linguística e, consequentemente, cultural.

Um sonho no caroço do abacate – Moacyr Scliar
Mardoqueu Stern, filho de judeus lituanos, de uma família simples, conhece Carlos no Colégio Padre Juvêncio, frequentado por filhos de fazendeiros e de industriais. Carlos era negro. Como eu, Carlos fora admitido graças ao padre Otero. O pai dele, consultor jurídico de uma grande estatal, tinha sido transferido de Salvador para São Paulo. Era um homem que ganhava bem, e queria colocar o filho num bom colégio, mas encontrava dificuldades – por razões óbvias. Entre os dois nasce uma grande amizade. Porém, juntos, enfrentam a discriminação, a injustiça e a incompreensão.

Poemas dos becos de Goiás e estórias mais – Cora Coralina
Livro de estreia de Cora Coralina, publicado quando a autora tinha 75 anos, Poemas dos becos de Goiás e estórias mais teve imensa receptividade popular. Com simplicidade de expressão, amor pelo semelhante, comunicação humana, a autora se impôs como uma personalidade forte, sabendo dizer as coisas como só ela.