“No Urubuquaquá, No Pinhém” é lançamento da Global Editora

Os Contos “O Recado do Morro” , “Cara-de-Bronze” e “A História de Lélio e Lina” que, inicialmente fizeram parte da obra Corpo de baile (1956), foram desmembradas do livro para integrar um novo volume, que recebeu de João Guimarães Rosa o título No Urubuquaquá, No Pinhém. O livro com nova capa e projeto gráfico é lançado pela Global editora em breve.

Contendo três histórias distintas, mas com mensagens parecidas, o livro apresenta “O Recado do Morro”, em que o leitor acompanha os cinco homens – Pedro Osório, ‘seo Alquiste’, frei ‘Sinfrão’, ‘seo Jujuca do Açude’ e Ivo de Tal  realizarem uma travessia, a qual encontram desafios pelas estradas e ajuda pelas fazendas onde passam, como abrigo, almoço e jantar. A partir dessas participações, as pessoas mudam a maneira como esses homens vêem o mundo e a si mesmos.

Nesse lançamento da Global Editora, também conhecemos o conto “Cara-de-Bronze”, por sua vez, traz a chegada à fazenda do Urubuquaquá, um forasteiro que se esforça para compor, com os depoimentos fragmentários dos vaqueiros, o retrato do velho fazendeiro apelidado Cara-de-Bronze que, doente recluso em seu quarto, administra a sua propriedade.

E, por fim,  Guimarães apresenta “ A História de Lélio e Lina” ansiando por uma mulher, Lélio aporta ao Pinhém. Nessa fazenda, é com uma senhora, dona Rosalina, que Lélio estabelece uma sincera e profunda amizade. Confessando suas paixões, ele recebe de Lina respostas a perguntas ainda não formuladas.

A edição da Global conta com Capa, a partir de um registro fotográfico de Araquém Alcântara e texto de apoio de Regina Zilberman  Doutora em Romancística pela Universidade de Heidelberg e intitula-se “O recado do morro: uma teoria da linguagem, uma alegoria do Brasil”.

 

Sobre o autor

João Guimarães Rosa é autor da Global Editora

João Guimarães Rosa nasceu em 27 de junho de 1908, em Cordisburgo, Minas Gerais. Publicou, em 1946, o seu primeiro livro, Sagarana, que foi recebido pela crítica com entusiasmo por sua capacidade narrativa e sua linguagem inventiva. Formado em Medicina, Rosa chegou a exercer o ofício em Minas Gerais e, posteriormente, seguiu carreira diplomática.

Além de Sagarana, constituiu uma obra notável com outros livros de primeira grandeza, como Primeiras EstóriasManuelzão e MiguilimTutameia – Terceiras EstóriasEstas Estórias e Grande Sertão: Veredas. Este último romance levou o autor a ser reconhecido no exterior.

Em 1961, Rosa recebeu o prêmio Machado de Assis da Academia Brasileira de Letras (ABL) pelo conjunto de sua obra literária. Faleceu em 19 de novembro de 1967, no Rio de Janeiro.

Conheça todas as obras 

 

Saiba também dos outros lançamentos da Global Editora!